formar-frases-em-ingles

Como Formar suas Próprias Frases em Inglês com Estes 18 Formatos Fáceis

A língua inglesa é como Legos.

Se você quer construir uma estrutura sólida, precisa colocar os primeiros blocos no lugar certo.

É por isso que aprender frases básicas em inglês são tão importantes!

Você precisa conhecer o básico antes de construir um belo castelo com suas palavras.

A coisa maravilhosa sobre o inglês (e idiomas em geral) é que, uma vez que você conhece o básico, aprender fica muito mais fácil!

Ao aprender algumas frases fáceis em inglês, você está se preparando para entender toda a conversação em inglês.

Você pode começar com uma frase como esta:

“I like cats.”

Depois, você pode adicionar detalhes:

“I like cats of the Turkish Van breed.”

E até mesmo aumentar a complexidade da estrutura da frase:

“I like Turkish Van cats because, unlike many other cats, they love to swim!”

Não é loucura como acabamos de passar da frase mais básica para uma complexa, com muitos detalhes?

Mesmo as frases mais complicadas começam com uma estrutura simples.

Isso significa que mesmo alunos avançados podem se beneficiar de conhecer as partes básicas de uma frase.

Aprenda estruturas de frases básicas e você estará aprendendo uma lição valiosa — não importa qual seja o seu nível de inglês.

Entendendo as classes gramaticais

Para entender frases fáceis em inglês, você precisa dividi-las em partes ainda menores.

Frases são feitas de palavras. Mais especificamente, são compostas de classes gramaticais. Uma parte gramatical define o que uma palavra faz em uma frase.

As classes gramaticais são:

  • Substantivo: Uma pessoa, lugar ou coisa. Exemplos: Cat, table, king.
  • Pronome: Uma palavra usada no lugar de um substantivo. Exemplos: He, she, they.
  • Verbo: Uma palavra de ação. Exemplos: Swim, is, write.
  • Adjetivo: Uma palavra que modifica ou descreve um substantivo ou outro adjetivo. Exemplos: Beautiful, white, shiny.
  • Advérbio: Uma palavra que modifica ou descreve um verbo. (Mostra como algo é feito.) Exemplos: Quickly, carefully, brightly.
  • Preposição: Uma palavra que descreve o relacionamento com um substantivo. Exemplos: From, under, until.
  • Conjunção: Uma palavra de conexão. Exemplos: And, but, although.

Se você ainda não conhece essas partes da fala, leia essa lista algumas vezes. Estes termos serão importantes mais adiante neste post e nos seus estudos de inglês!

Como dividir frases em seções

Então agora você tem as palavras que você precisa para formar sua sentença, e você sabe que partes do discurso elas são. Agora você precisa aprender a combiná-los. Uma frase tem um sujeito (a pessoa, lugar ou coisa sobre a qual a sentença se refere) e uma ação (o que o sujeito está fazendo). Juntos, expressam um pensamento completo. Até mesmo a menor frase completa na língua inglesa segue esta regra:

“I am.” (“I” é o sujeito, “am” é a ação!)

Aqui está outra frase simples:

“I ate.”

Depois de ter seu assunto e ação, você pode começar a adicionar mais detalhes. Você pode adicionar um objeto (quem ou o que a ação está sendo feita):

“I ate a hamburger.”

Ou você pode adicionar uma descrição:

“I ate a delicious hamburger.”

Às vezes você pode até adicionar mais sujeitos e ações:

“I ate a delicious hamburger, but my friend only ate some fries.”

Quando você está tentando entender uma frase, você pode usar o conhecimento acima para dividi-lo em partes menores. Você também pode usar essas informações para criar as frases mais básicas.

Aprendendo mais sobre estrutura de frases

Neste artigo, estamos apenas dando a você uma visão básica das muitas estruturas de frases diferentes no idioma inglês. Para saber mais sobre a estrutura das frases, visite um (ou todos) desses recursos fantásticos:

  • Esta página tem alguns conselhos úteis para escrever frases excelentes, com muitos exemplos.
  • Clique em qualquer uma das estruturas de frase em este artigo para uma explicação mais detalhada.
  • Se você é um aprendiz visual, Grammar Revolution fornece um guia visual para diferentes tipos de estrutura de sentença.

Ok, agora você está pronto para avançar para a construção de frases!

18 maneiras rápidas e fáceis de formar frases em inglês, com mais de 65 exemplos

Antes de começar, há duas coisas que você deve saber sobre este guia:

  1. Sempre que usamos [substantivo], você pode substituí-lo por um [pronome]. Por exemplo, você pode dizer “Sam is tired” ou pode dizer “He is tired“. Ambos estão corretos.
  2. Sempre que usamos “is“, você precisará substituí-lo com a forma correta de “to be”. Escolha a forma correta baseada nesta lista para o tempo presente:
  • I am.
  • He / she / it is.
  • You / they / we are.

E esta lista para o pretérito:

  • I / he / she / it was.
  • You / they / we were.

Isso só isso! Agora você está pronto para começar.

Fazendo afirmações sobre o presente

1. Descrevendo algo ou alguém.

Formato [Substantivo] é [adjetivo].

Notas: Se o substantivo que você está usando não é um pronome, o nome de um lugar ou o nome de uma pessoa, adicione a palavra “the” (ou “this” ou “that”) antes.

Exemplos:

  • The flower is red.
  • You are wonderful.
  • The Empire State Building is tall.

2. Afirmando a localização de algo ou alguém.

Formato: [Substantivo] é [preposição] [localização].

Notas: Para indicar a localização de algo ou alguém, geralmente é necessária uma preposição. Escolha a preposição correta para fornecer as informações corretas. Você também pode dizer que alguém estava “here” ou “over there“. Como esses termos são relativos (seu significado depende da sua própria localização), você não precisa adicionar o “local” final.

Mais uma vez, nomes que não são nomes de pessoas ou lugares recebem “o” adicionado antes deles.

Exemplos:

  • The cat is under the bed.
  • Charlie is next to Anne.
  • He is on the train.
  • The dog is here.
  • The men are over there.

3. Explicando o que alguém está fazendo.

Forma: [Substantivo] é [verbo].

Notas: A forma “-ing” de um verbo significa que uma ação está ocorrendo agora. Use este formulário ao falar sobre uma ação que ainda não terminou.

Exemplos:

  • He is reading.
  • The cat is napping.
  • Kate is singing.

4. Afirmando a profissão de alguém ou um hobby.

Forma: [Substantivo] [verbo-s].

Notas: Usar esta estrutura implica que o sujeito de sua frase faz a ação regularmente (como um hobby ou um trabalho), mesmo que não estejam necessariamente fazendo isso agora.

Exemplos:

  • He reads.
  • The cat naps.
  • Kate sings.

5. Expressando sentimentos.

Formato: [Substantivo] [verbo-s de sentimento] [substantivo]. / [Substantivo] [verbo-s de sentimento] [verbo + -ing].

Notas: Os verbos de sentimentos são verbos como “love,” “like” ou “hate”. Você pode amar ou odiar um objeto ou uma ação. Quando você descreve os sentimentos de alguém sobre uma ação, pode usar os formulários “para verbo” ou “verbo”. Na maioria dos casos, ambos estão corretos! Você também pode usar este formulário para descrever necessidades e desejos, mas lembre-se de que, nesse caso, a forma “verbo + -ing” não pode ser usado. Por exemplo, “need sleeping” está incorreto. O correto seria “need to sleep” ou apenas “need sleep“.

Exemplos:

  • I love sunshine.
  • The elephant likes painting.
  • Tom hates his job.
  • I need to eat.
  • I want food.
  • She wants to sleep.
  • She needs sleep.

6. Fazendo sugestões.

Formato: Let’s + [verbo]. / Please + [verbo].

Notas: Para sugerir uma ação da qual você também participará, use a primeira estrutura. Para educadamente pedir a alguém para fazer algo, use a segunda.

Exemplos:

  • Let’s eat.
  • Please eat.
  • Please move. (Observe: Este pode ser gramaticalmente correto, mas na verdade não é muito educado! A maneira educada de pedir para alguém se mover é dizer “excuse me“.)

Fazendo afirmações sobre o passado

7. Descrevendo algo ou alguém no passado.

Formato: [Substantivo] was [adjetivo]

Notas: Você descreve alguém no passado quase da mesma maneira que no presente – apenas mude o “is” para “was“. Usar essa estrutura sugere que a descrição não é mais precisa ou que a descrição é para um momento específico.

Exemplos:

  • The flower was red. (…It is not red anymore.)
  • You were wonderful. (…You played the violin so well in the concert.)
  • The Empire State Building was tall. (…Until the giant apes tore it down.)

8. Afirmando a localização de algo ou alguém no passado.

Formato: [Substantivo] was [preposição] [localização].

Notas: Descrever uma localização no passado e no presente é algo muito semelhante. As regras permanecem as mesmas; apenas o tempo verbal muda. Lembre-se, novamente, que o uso deste formato significa que o local foi alterado ou que a afirmação só foi verdadeira para um período de tempo específico no passado.

Exemplos:

  • The cat was under the bed. (…But then it ran away.)
  • Charlie was next to Anne. (…Then he went behind her.)
  • He was on the train. (…That is how he knew the train was going to be late.)
  • The dog was here. (…But then its owner took it away.)
  • The men were over there. (…Until they finished their job and went home.)

9. Explicando o que alguém fez ou costumava fazer no passado.

Formato: [Substantivo] was [verbo]. / [Substantivo] [verbo + -ed].

Notas: Existe uma ligeira diferença entre a forma “verbo + -ed” de uma ação e a forma “was + verbo + -ing”. Usando o formulário “verbo + -ed” descreve algo que acabou de acontecer. Usar a forma “-ing” de um verbo descreve algo que estava acontecendo durante um período de tempo específico no passado.

Outra forma que você pode usar é: [Substantivo] used to [verbo]. Este formulário é usado para qualquer tipo de ação que alguém costumava fazer no passado, mas desde então parou de fazer.

Todas essas formas podem ser usadas com verbos de sentimento também! Basta adicionar o “substantivo” ou “verbo + -ing” após o verbo de sentimento para obter uma frase completa.

Exemplos:

  • The cat napped. (…That’s why he is so happy now.)
  • Kate sang. (…The concert was wonderful.)
  • He was reading. (…That is why he did not hear the doorbell ring.)
  • The Statue of Liberty used to shine. (…But being in the salty water all those years has made it green.)
  • I used to love shrimp. (…But then I learned that I am allergic to it.)
  • Sally hated swimming. (…She had to do it every day in school.)

Fazendo afirmações sobre o futuro

10. Afirmando o que alguém fará no futuro.

Formato: [Substantivo] is going to [verbo]. / [Substantivo] will [verb].

Notas: A parte importante sobre o futuro é que você não precisa se lembrar de nenhuma forma verbal! Para colocar uma frase no tempo futuro, basta adicionar “is going to” ou “will” antes do verbo. Usar essa estrutura sem detalhes adicionais significa que você estará executando a ação muito em breve.

Exemplos:

  • I am going to dance.
  • We are going to eat.
  • The baby is going to sleep.

11. Afirmando quando algo vai acontecer.

Formato: [Substantivo] will [verbo] [preposição] [hora]. / [Substantivo] is going to [verbo] [advérbio de tempo].

Notas: Use essa estrutura para falar sobre coisas que acontecerão no futuro. Ao usar um horário específico, é necessária uma preposição. Use “at” ao definir um horário e “on” ao indicar um dia ou data. Use “in” ao indicar um ano, mês ou outro período de tempo (como “a couple of years” ou “two minutes“). Ao usar um advérbio de tempo como today, tomorrow ou yesterday, uma preposição não é necessária.

Exemplos:

  • The train will leave at 5:00 AM.
  • I will visit my parents in October.
  • Anthony is going to dance tomorrow.

Fazendo afirmações negativas

12. Afirmando o que alguém não é ou não está fazendo.

Formato: [substantivo] is not [adjetivo / verbo + -ing].

Notas: Alterar uma frase para negativa é tão fácil quanto adicionar a palavra “not“.

Exemplos:

  • The flower is not red. (…It is white.)
  • You are not wonderful. (…That’s not very nice!)
  • The Empire State Building is not tall. (…We never said the sentence has to be true!)
  • Kate is not singing. (…Why did she stop?)

13. Afirmando o que alguém não fez.

Formato: [Substantivo] did not [verbo]. / [Substantivo] was not [verbo + -ing].

Notas: Lembre-se das regras de antes. Usando o primeira formato acima coloca o foco na ação (neste caso, dizendo que nada aconteceu). “Verbo + -ing” coloca o foco no tempo em que a ação ocorreu (dizendo que algo não estava acontecendo em um momento específico).

Exemplos:

  • I did not sleep. (…I stayed awake all night.)
  • I was not sleeping. (…While the teacher gave her lesson.)
  • The customer did not pay. (…At all. How terrible!)

14. Indicando o que alguém não fará no futuro.

Formato: [Substantivo] is not going to [verbo]. / [Substantivo] will not [verbo].

Notas: Mudar o futuro em uma frase negativa é igualmente fácil. Basta adicionar “não” antes do verbo.

Exemplos:

Fazendo perguntas

15. Perguntando onde alguém está.

Formato: Where is [substantivo]?

Notas: Você também pode usar este formato para perguntar sobre lugares, coisas e qualquer outro tipo de substantivo que você esteja tentando encontrar.

Exemplos:

  • Where is the dog?
  • Where is George?
  • Where is the bathroom?

16. Perguntando o que alguém está fazendo.

Formato: What is [substantivo] doing?

Notas: O substantivo neste caso deve ser um ser vivo. (Geralmente, objetos não vivos não fazem muito!)

Exemplos:

  • What is that dog doing?
  • What is Sal doing?
  • What is the baby doing?

17. Perguntando quando algo vai acontecer.

Formato: When will [substantivo] [verbo]?

Notas: Essa é uma estrutura útil para saber quando você deseja saber mais sobre eventos no futuro.

Exemplos:

  • When will the train leave?
  • When will Fran visit?
  • When will your mom call?

18. Perguntando quem está fazendo alguma coisa.

Formato: Who is [verbo + -ing]? / Who is [verbo + -ing] [substantivo]?

Notas: Essa estrutura é um pouco diferente. Pode ser usado para se referir ao presente e aos tempos futuros. Use-o para descobrir quem está fazendo uma determinada ação (por exemplo, se você ouvir um trompete e quiser saber quem está tocando). Ou você pode usá-lo para descobrir quem estará fazendo uma ação no futuro próximo – por exemplo, se você for viajar e quiser saber quem irá dirigir.

Se a ação está sendo feita para algo, não se esqueça de adicionar este algo para obter um pensamento completo!

Exemplos:

  • Who is playing the trumpet?
  • Who is driving?
  • Who is cooking? (…It smells great!)

As frases fáceis que você aprendeu acima são apenas o começo.

Você está com os primeiros Legos em mãos.

Hora de construir um castelo!

Se você gostou deste artigo, então algo me diz que você vai adorar FluentU, a melhor maneira de aprender inglês por meio de videos do mundo real.

Cadastre-se gratuitamente!

Comments are closed.