gerundios-e-infinitivos

Quando Usar Gerúndios e Infinitivos: 5 Regras Simples Para Alunos de Inglês

Qual é o seu hobby?

O que você gosta de fazer?

Going to the beach? Playing video games? Hiking? Singing? Dancing?

Legal! Estes são todos exemplos de gerúndios.

Em contrapartida, estes são exemplos de infinitivos:

To draw.  To read comic books. To start your own business To travel the world!

Estes também são passatempos, não são? Mas nós usamos infinitivos para descrevê-los.

Gerúndios e infinitivos são muito comuns no idioma inglês. Eles podem ser usados em muitas situações. Às vezes você pode usar um infinitivo e um gerúndio. Às vezes você tem que escolher entre os dois, porque seu uso pode ser completamente errado.

Ficou confuso? Isso é normal!

Então, como você sabe quando usar um infinitivo e quando usar um gerúndio? Nossas cinco regras simples certamente ajudarão! Vamos começar explicando o que são infinitivos e gerúndios.

O que é um infinitivo? O que é um Gerúndio?

Infinitivo é a forma verbal que tem “to” no começo. For example, “to do,” “to sleep,” “to love” e “to create.” É a forma verbal mais simples que você precisa modificar para se encaixar em frases.

Por exemplo,“She sleeps” não contém mais o infinitivo do verbo “sleep“. Em vez disso, ele foi conjugado na forma atual simples de terceira pessoa do verbo “to sleep”: sleeps.

Infinitivos são fáceis!

Mas e os gerúndios?

Gerúndios são formados pela adição de “-ing” ao verbo: “sleeping,” “drawing,” “swimming.” Mas elas não são as formas verbais “-ing” que você vê no tempo presente ou passado contínuo. Parecem iguais, mas os gerúndios são na verdade formas verbais usadas como substantivos.

Vamos pegar o infinitivo do verbo “sleep” e usá-lo em duas frases diferentes:

I am sleeping.

Este é o presente contínuo. “Sleeping” é parte do verbo. Não é um gerúndio. Aqui está a segunda frase:

I don’t like sleeping.

Isto é um presente simples, mas contém um gerúndio. “Sleeping“ é o objeto direto desta frase.

Agora que você sabe a diferença entre infinitivos e gerúndios, vamos introduzir as regras que ajudarão você a usar os dois corretamente.

Embora as regras abaixo ajudem você a entender como infinitivos e gerúndios devem ser usados, você deve treinar como usá-los na vida real. Uma maneira fácil de fazer isso é aprender com vídeos do FluentU, que incluem trailers de filmes, videoclipes, notícias e outros tipos de vídeos divertidos do mundo real. Os vídeos do FluentU vêm com legendas interativas que informam a definição de qualquer palavra e também mostram como essa palavra pode ser usada em uma frase.

5 Regras Simples para Dominar o Uso de Gerúndios e Infinitivos

Regra 1: Gerúndios podem ser usados como sujeitos.

Confira alguns exemplos.

Walking is good for your health.

(Caminhar é bom para a sua saúde.)

Making friends has become more difficult since I moved to a new city.

(Fazer amigos se tornou mais difícil desde que me mudei para uma nova cidade.)

Becoming a millionaire is a dream of many young people today.

(Tornar-se um milionário é um sonho de muitos jovens hoje.)

Aqui, os gerúndios (em negrito) fazem parte dos sujeitos da frase (walking,” “making friends,” “becoming a millionaire”). Todas as três frases soam como inglês padrão e informal.

Agora leia estas duas frases:

To be or not to be—that is the question.”

To mourn a mischief that is past and gone is the next way to draw new mischief on.”

(Ambas as frases são citações das obras de William Shakespeare.)

Soam formais, não? E são poéticas, não? Shakespeare é um dos maiores autores de todos os tempos, mas seu inglês é notoriamente difícil de entender. E isso é porque é literatura. É formal e é arte.

Nessas duas citações, os infinitivos “to be” e “to mourn” são usados como sujeitos.

Assim, é possível usar infinitivos e gerúndios como sujeitos, mas esse é o caso muito mais comumente com gerúndios. Apenas preste atenção em como a escolha reflete no tom e significado das suas frases.

Regra 2: Tanto gerúndios como infinitivos podem ser usados como objetos de uma frase.

Você pode dizer:

“I enjoy drawing.”

(“Eu gosto de desenhar”)

Você também pode dizer:

“Yesterday, I decided to draw.”

(“Ontem, decidi desenhar”)

Ambas estão corretas, mas uma tem um infinitivo como o objeto e a outra tem um gerúndio como objeto.

Qual é a diferença?

São os verbos que precedem o objeto! Alguns verbos requerem um gerúndio e outros requerem um infinitivo. Nos exemplos acima, podemos ver que a fórmula é enjoy” + [gerúndio] e decide” + [infinitivo] .

Com um pouco de prática, você será capaz de lembrar qual é qual.

Aqui estão alguns exemplos de verbos que precisam ser seguidos por um infinitivo:

  • agree: I agreed to go to a party with my friend.
  • decide: The president decided not to participate in the discussions.
  • deserve: Everyone deserves to be respected.
  • expect: I expect to know my exam grade by tomorrow.
  • hope: We were hoping to avoid traffic by leaving early.
  • learn: He learned not to trust anyone.
  • need: She needs to learn how to cook.
  • offer: I offered to help my brother with homework.
  • plan: We are planning to watch a movie tonight.
  • promise: My friend promised to find the time to help me move.
  • seem: We seem to be lost.
  • wait: I cannot wait to see my family.
  • want: I don’t want to go to bed yet.

Existem muitos verbos que requerem um infinitivo em seguida. Você os aprenderá naturalmente, à medida que progride nos estudos de inglês.

E aqui estão alguns exemplos de verbos que precisam ser seguidos por um gerúndio:

  • admit: They admitted changing the schedule.
  • advise: I advise proceeding (moving forward) with caution.
  • avoid: She avoided looking me in the eye.
  • consider (think about): I considered staying silent, but I had to tell her.
  • deny: I denied knowing about his secret.
  • involve: The course involved writing three tests.
  • mention (say something): She mentioned seeing my brother at a baseball game.
  • recommend: I recommend practicing gerunds and infinitives.
  • risk: Don’t risk losing your job!
  • suggest: I suggest reading more English short stories.

Regra 3: Infinitives should be used after many adjectives.

Aqui estão três frases de exemplo que ajudarão a ilustrar essa regra:

It is not easy to graduate from university.

It is necessary to speak English to work in a hotel.

It is wonderful to have close friends.

Quando você descreve algo com um adjetivo (sublinhado nos exemplos acima), um infinitivo deve seguir (em negrito). Usar gerúndios aqui seria incorreto.

Mas lembre-se! Caso queira transformar esse objeto em um assunto (veja Regra 1), um gerúndio deve ser usado:

Graduating from university is not easy.

Speaking English is necessary to work in a hotel.

Having close friends is wonderful.

De que outra forma você sabe se um adjetivo deve ser seguido por um infinitivo? A forma “too + [adjetivo] ” é outra maneira de dizer!

Por exemplo:

This dress is too big to wear.

(Este vestido é muito grande.)

This car is too expensive to buy.

(Este carro é muito caro.)

E o mesmo ocorre em “[adjetivo] + suficiente” :

My child is not tall enough to ride this rollercoaster.

(Meu filho não é alto o suficiente para andar nesta montanha-russa.)

The course was detailed enough to widen his knowledge base.

(O curso foi detalhado o suficiente para ampliar sua base de conhecimento.)

This rule is useful enough to understand the usage of infinitives!

(Esta regra é útil o suficiente para entender o uso de infinitivos!)

Regra 4: Somente infinitivos são usados após objetos que sejam substantivos ou pronomes pessoais.

“We asked her not to go.”

(“Pedimos que ela não fosse.”)

Nesta frase, “we” é o sujeito, “asked” é o verbo e “her” é a forma objetiva do pronome “she”. Você deve usar um infinitivo (“to go”), nunca um gerúndio, depois de objetos diretos e indiretos que se referem a pessoas.

Para lembrar essa regra, terá que estudar os verbos que pegam um objeto e um infinitivo.

Comece com esses exemplos. Os objetos (substantivos e pronomes) estão sublinhados. Observe como os objetos sublinhados são todos seguidos por infinitivos.

  • ask: Can I ask you to help me with something?
  • expect: I never expected him to become famous.
  • hire (give a job to someone): Did the company hire you just to sit in your office?
  • invite: I invited a friend to attend the ceremony.
  • order: She ordered the child to stay at home.
  • remind: Please remind me to wash the dishes.
  • require: The test required him to concentrate fully.
  • teach: That will teach you to follow the rules!
  • tell: Who told you to come here?
  • urge: They urged me to continue my research.
  • warn: I am warning you not to do this!

Regra 5: Apenas gerúndios são usados após preposições (com uma exceção).

Considere esta frase:

I talked him out of taking that job.

(Eu falei com ele para não aceitar o emprego.)

Aqui, o gerúndio “taking” segue a preposição “of”.

Preposições podem seguir qualquer palavra, seja um substantivo, pronome, verbo ou adjetivo. Nos exemplos abaixo, preposições estão sublinhadas, seguidas dos gerúndios em negrito.

Uma preposição que segue um substantivo:

Novels about growing up are popular among teenagers.]

(Romances sobre a vida adulta são populares entre os adolescentes.)

I have an interest in becoming a painter.

(Eu tenho interesse em me tornar um pintor.)

Uma preposição que segue um pronome:

I forgive you for not telling the truth.

(Eu te perdoo por não dizer a verdade.)

Uma preposição que segue um verbo:

She is thinking about trying martial arts.

(Ela está pensando em experimentar artes marciais.)

He looks forward to meeting his cousins.

(Ele está ansioso para conhecer seus primos.)

Uma preposição que segue um adjetivo:

I am wary of going alone.

(Eu tenho medo de ir sozinho.)

My mom is scared of flying.

(Minha mãe está com medo de andar de avião.)

Há uma exceção. Felizmente, deve ser fácil de lembrar!

A exceção

But” é uma palavra curta que conecta duas orações de um período. Isso é chamado de conjunção. Às vezes, “but” também pode desempenhar o papel de uma preposição. Quando “but” é usado como preposição, possui o mesmo significado que “except“.

Se “but” ou “except” forem usados assim, precisam ser seguidos por um infinitivo:

I had no choice but to follow her.

(Eu tive que segui-la.)

Mary made no stops on the way except to get gas.

(Mary só parou para pegar gasolina.)

There is nothing left for me to do but to collect my money and go.

(Eu só tenho que pegar meu dinheiro e ir.)

Pode ser que você não veja “but” e “except” usados dessa maneira com frequência. Apenas siga a regra dos gerúndios após preposições, e você vai acertar na maioria das vezes!

Gerúndios e infinitivos podem ser confusos, mas tornam seu inglês falado mais variado e colorido. Estudá-los e praticá-los corretamente será muito útil. Quanto mais você notar gerúndios e infinitivos ao estudar a língua inglesa, mais fácil eles serão!

Às vezes você não terá certeza se precisa usar um infinitivo ou um gerúndio em uma frase. Nesta situação, tente alterar a frase e dizer o que você quer dizer de uma maneira diferente.

Praticar é o meio mais fácil de se tornar mais fluente. É importante praticar.

Bons estudos!

 

Se você gostou deste artigo, então algo me diz que você vai adorar FluentU, a melhor maneira de aprender inglês por meio de videos do mundo real.

Cadastre-se gratuitamente!

Enter your e-mail address to get your free PDF!

We hate SPAM and promise to keep your email address safe

Close