ingles-social

Segredos do Inglês Social: 5 Técnicas para Você Começar a Falar

Lembra da primeira vez que você falou inglês em uma situação social real e autêntica.

Como foi? Estava nervoso?

Sobre o que você falou? Como você começou a conversa?

Contou uma piada? Tentou fazer conversa fiada?

Especialmente se você for um aluno de inglês intermediário ou avançado, pode estar ficando cansado de algumas das mesmas perguntas “quebra-gelo” (perguntas para fazer as pessoas falarem) e tópicos de conversa fiada.

“What’s your name? What do you do? Where do you live? Ummm, how about this weather we’ve been having lately, eh?”

Essas são todas ótimas perguntas, mas e se você quiser ficar mais avançado?

E se quiser fazer mais do que apenas as mesmas perguntas?

Quer saber um segredo? Mesmo os falantes nativos de inglês se cansam dessas mesmas velhas perguntas!

Mesmo que você não tenha ansiedade social e não se sinta desconfortável em iniciar uma conversa com estranhos, é difícil encontrar coisas sobre as quais conversar. Basta perguntar a qualquer pessoa que tenha ido a um encontro e ficou sem ideias de conversa!

Portanto, neste artigo, veremos cinco novas maneiras de quebrar o gelo ao conhecer novas pessoas (ou até mesmo quando conversamos com velhos amigos!). Essas abordagens tornarão a socialização mais interessante para todos os envolvidos.

São especialmente úteis para alunos de inglês intermediários ou avançados, mas mesmo se você for iniciante, poderá usá-las em algumas situações. E sim, são um pouco não convencionais, mas nada muito esquisito. Pode ser até que elas façam as pessoas quererem falar mais com você!

Este artigo não será sobre memorizar diálogos ou aprender frases específicas. Em vez disso, apresentará algumas técnicas flexíveis que podem ajudar a melhorar suas habilidades sociais em inglês (e provavelmente também em seu idioma nativo).

E a melhor parte? Como um estudante de inglês, você também pode usar essas técnicas em suas aulas ou quando quiser praticar inglês com outra pessoa. Apenas lembre-se de que você provavelmente vai falar de maneira diferente com um colega de classe do que com um estranho em uma festa, então talvez precise ajustar um pouco, dependendo da situação.

Então, vamos para as cinco técnicas!

5 maneiras de quebrar o gelo e manter a conversa fluindo

Técnica 1: Pergunte sobre uma coisa favorita

Esta é uma técnica boa e segura para se usar com quase qualquer pessoa, pois a maioria das pessoas é capaz de falar sobre si mesmo e suas preferências. Isso não significa que as pessoas são egoístas, mas apenas que sabem o que gostam.

Então, se você perguntar a alguém uma pergunta como: “What’s your favorite movie?” a resposta será automaticamente sobre algo do interesse da pessoa. Alguns exemplos de tópicos de conversação são bem óbvios, como filmes, jogos, programas de TV, bandas e músicas. No entanto, você também deve considerar outras coisas para tornar a conversa um pouco mais exclusiva.

Por exemplo, imagine que você estava em uma festa e alguém perguntou: “Hey, what’s your favorite waffle topping?” Você pode pensar: “Uau, isso é algo novo e diferente!”

Você também pode perguntar sobre coisas como:

  • cidade favorita
  • caneta ou lápis favorito
  • coisa favorita para fazer em um sábado de manhã
  • praia favorita
  • animal favorito
  • palavra favorita

Realmente, você pode perguntar sobre qualquer tipo de objeto ou coisa (pelo menos coisas que provavelmente não serão ofensivas ou controversas), e a internet tem inúmeras outras opções se você ficar sem ideias.

Não deixe de fazer muitas perguntas de acompanhamento para manter a conversa fluindo!

Técnica 2: Faça uma pergunta de “What would you do if…?”

Essa é uma estratégia de conversa divertida que eu gosto de usar nas minhas aulas, ou até mesmo quando estou conversando no carro com amigos e familiares. Na verdade, existem até livros baseados nesse conceito. (“The Book of Questions” é bom, mas algumas das perguntas são deprimentes ou desagradáveis. Por isso, muitas vezes prefiro o “The Kids’ Book of Questions, que é mais apropriado para todos os públicos.

Caso queira usar essa técnica e não tiver um desses livros, sugiro verificar algumas páginas diferentes, como esta ou esta no Reddit. (Esteja ciente de que esta última muda frequentemente e nem sempre será apropriada para a sua situação.) Então, basta encontrar algumas perguntas que você gosta e anotá-las ou memorizá-las.

Pessoalmente, duas das minhas perguntas favoritas são:

  • What would you do if you had to leave your country tomorrow and couldn’t come back for 10 years? (O que você faria se tivesse que deixar seu país amanhã e não pudesse voltar por 10 anos?)
  • What would you do if you had a time machine and could only go to one point in the past or future? (O que você faria se tivesse uma máquina do tempo e pudesse ir apenas a um ponto no passado ou no futuro?)

Outra opção divertida e mais moderna é ter o site What would you do if… em mãos no seu celular. Cada vez que você clicar em “Play“, terá uma pergunta e três respostas para escolher. Você pode então ver como outras pessoas responderam, o que poderia lhe dar um tópico de conversa adicional!

Técnica 3: Fale sobre um cenário de “Would you rather…?”

Isso é similar em alguns aspectos à Técnica 2, mas em vez de fazer uma pergunta aberta, você dá à outra pessoa duas (ou talvez algumas) opções para escolher.

Por exemplo, você poderia perguntar algo como: “Would you rather travel to the future or to the past?” (“Você preferiria viajar para o futuro ou para o passado?”) Ou, caso queira chamar a atenção de alguém: “Would you rather drink a glass of ketchup or a glass of mayonnaise?” (“Você preferiria beber um copo de ketchup ou um copo de maionese?”)

Você pode obter muitas ideias para esses tipos de perguntas no either.io, rrrather.com, esta página ou este subreddit (novamente, tome cuidado, pois nem todas as perguntas aqui são apropriadas para todas os tipos de conversa). Há também um aplicativo de Would You Rather? que você pode conferir. Todos estes também podem ser usados para um jogo de festa informal e divertido.

Além disso, essa técnica pode funcionar melhor que a técnica 2 em algumas situações. Por exemplo, caso esteja conversando com um aluno de inglês iniciante, algumas das gramáticas usadas na Técnica 2 podem ser muito complicadas ou confusas. Se você apresentar apenas duas opções, provavelmente será mais fácil para a pessoa responder

Se a gramática não for um problema, você também pode responder à pergunta dessas pessoas e pedir mais detalhes, como na Técnica 2.

Por exemplo: “Oh, you’d rather drink a glass of ketchup than a glass of mayonnaise? (“Ah, prefere beber um copo de ketchup do que um copo de maionese?) Well, what would you do if you actually had to drink a glass of ketchup? (Bem, o que você faria se realmente tivesse que beber um copo de ketchup?) How would you do it? (Como você faria?) What technique would you use?” (Qual técnica você usaria?”) “

Técnica 4: Jogue Word Association

Esta é uma técnica que pode parecer mais apropriada em um consultório psiquiátrico do que em uma conversa em uma festa, mas pode ser uma maneira divertida de adicionar uma faísca a uma conversa.

Para fazer essa técnica, basta dizer: “What do you think of when you hear the word ___?” (“O que você pensa quando ouve a palavra ___?”) e complete o espaço em branco com uma palavra. Você já pode até estar pensando em algumas palavras que poderia usar, como “honest,” “happiness,” “delicious,” “horse,” etc.

Mas caso não tenha idéias (ou apenas queira novas ideias), pode usar um gerador de palavras aleatórias. Se quiser algo mais específico, pode usar um que é apenas para substantivos ou um que gera várias palavras em uma certa categoria.

Além disso, lembre-se de que essa não é necessariamente a maneira mais comum de iniciar uma conversa. Então você provavelmente deve apenas soltar uma pergunta dessas do nada. Em vez disso, é legal usar essa técnica após conversar por alguns minutos. Diga algo como: “Hey, do you want to play some word association? I know it’s maybe different, but it’s fun!”

Técnica 5: Conte uma piada

Todo mundo ama uma pessoa com um bom senso de humor. O problema é que nem todos concordam com o que “um bom senso de humor” realmente significa. Se você fizer uma piada inadequada, ela pode realmente sair pela culatra e matar uma conversa imediatamente.

Como regra geral, se você não conhece muito bem a pessoa com quem está falando, evite falar sobre sexo, política ou religião. Isto é especialmente verdadeiro se quiser tentar contar uma piada.

Em vez disso, você pode tentar se concentrar em piadas que envolvem trocadilhos ou jogo de palavras. Piadas também podem ser uma ótima maneira de aprender novas palavras e frases em inglês, já que os trocadilhos são baseados em palavras que têm dois significados. Isso também significa que essa técnica pode ser mais difícil de usar se você não for um falante de inglês avançado. Até mesmo falantes nativos podem demorar alguns segundos para entender uma piada envolvendo um trocadilho.

Pessoalmente, meu problema é que nunca consigo me lembrar de uma piada quando quero contar uma! Para resolver esse problema, você pode fazer uma lista de piadas que você acha engraçadas. Pode parecer estranho, mas muitos comediantes famosos fazem isso e também podem ajudá-lo a lembrar piadas enquanto pratica inglês.

Técnica bônus: Tome um drink

É meio que uma brincadeira, mas ainda há um pouco de verdade nisso. Você só deve tomar bebidas alcoólicas se tiver permissão legal para beber, é claro. Mas eu incluí esse item pois muitas vezes ouço estudantes de idiomas dizendo coisas como: “Na verdade, eu falo inglês/alemão /francês melhor depois de um ou dois drinks!”

Não há consenso se isso é verdade, mas mesmo que você não fale melhor , pode ser que fale mais. O álcool é freqüentemente chamado de “lubrificante social”, já que pode ajudar as pessoas a relaxar e deixar a conversa fluir.

Se você não quer beber álcool, ou não pode, não tem problema nenhum. Mas até mesmo ter algo em sua mão (como qualquer bebida) pode ajudar a iniciar uma conversa. Você pode pegar um refrigerante em uma festa e caminhar por aí até que alguém pergunte: “Hey, what’s that you’re drinking?”

Faça o que fizer, tente sair e praticar sua fala.

É a melhor maneira de aprender e praticar um idioma, e quem sabe — você pode até fazer novos amigos!


Ryan Sitzman ensina inglês e às vezes alemão na Costa Rica. Ele é apaixonado por aprender, café, viajar, idiomas, escrever, fotografar, livros e filmes, mas não necessariamente nessa ordem. Você pode aprender mais ou se conectar com ele através de seu site Sitzman ABC.

 

Se você gostou deste artigo, então algo me diz que você vai adorar FluentU, a melhor maneira de aprender inglês por meio de videos do mundo real.

Cadastre-se gratuitamente!

Comments are closed.